Construindo um futuro sustentável : Juntos para acabar com a pobreza e a discriminação

Em 1990 1,9 bilhão de pessoas no mundo viviam abaixo da linha da pobreza, sobrevivendo com menos de US$ 1,25 dólares por dia. Para tentar acabar com esta alarmante situação, em 2000 a ONU estabeleceu as Metas do Milênio, com 8 objetivos de desenvolvimento que deveriam ser cumpridos pelos países membros para fazer um mundo melhor e mais justo para todos, principalmente reduzindo a extrema pobreza.

A situação é bem melhor quinze anos depois, e desde o ano 2000, o número de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza caiu pela metade,(de de quase 2 bilhões para  900 milhões), mas ainda temos muito a melhorar e evitar que os atuais conflitos políticos e religiosos destruam todos os ganhos dos últimos anos. Para isso, os membros da ONU estabeleceram no dia 16 de outubro, na sede das Nações Unidas em Nova York, metas muito mais ambiciosas com a adoção da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

Com foco no tema: “Construindo um futuro sustentável: Juntos pelo fim da pobreza e da discriminação” a ambição para a Agenda 2030 é que nos próximos 15 anos nenhuma pessoa no planeta viva com menos de U$$ 1,25 dólares por dia. Entretanto “Não é possível acabar com a pobreza no mundo quando apenas poucas pessoas e poucos lugares possuem certos privilégios, nós precisamos acabar com a pobreza em todas as suas formas e em todos os lugares” – declarouBan Ki-moon, secretário geral da ONU. A agenda 2030 é composta por 17 objetivos e 169 metas que incentivam a execução de ações relacionadas a áreas cruciais para humanidade e para o planeta nos próximos 15 anos.Portuguese

One thought on “Construindo um futuro sustentável : Juntos para acabar com a pobreza e a discriminação

  1. É verdade a coisa poderia está bem melhor. O governo foca muito em remediar a doença e esquece de politicas de prevenção acessível a população inteira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *